Tag: Médico clínico

Paciente de 16 anos, gestante, com 30semanas e 5/7 atualmente, apresentou ITU no primeiro e segundo trimestres, internada no terceiro trimestre por pielonefrite, vem em consulta de retorno mantendo leucócitos na urina de 132000, nitrito negativo e cultura negativa. Usg renal sem com cisto renal direito. Não tem outras comorbidades e função renal normal. Existe conduta que podemos fazer para evitar nova infecção e evitar trabalho de parto prematuro?
Paciente de 16 anos, gestante, com 30semanas e 5/7 atualmente, apresentou ITU no primeiro e segundo trimestres, internada no terceiro trimestre por pielonefrite, vem em consulta de retorno mantendo leucócitos na urina de 132000, nitrito negativo e cultura negativa. Usg renal sem com cisto renal direito. Não tem outras comorbidades e função renal normal. Existe conduta que podemos fazer para evitar nova infecção e evitar trabalho de parto prematuro?

Profissional Solicitante: Médico clínico Resposta: Em ITU não complicada iniciar o uso de antibiótico com cobertura de germes comuns e que poderá ser modificado após a identificação do agente e a determinação de sua susceptibilidade. Na...

Mais Informações
Minha pergunta é sobre gestante, IG 32 semanas, que vem apresentando aumento da PA sem níveis para classificação de DHEG. Quais medidas podemos tomar para prevenção da hipertensão? Desde já obrigada.
Minha pergunta é sobre gestante, IG 32 semanas, que vem apresentando aumento da PA sem níveis para classificação de DHEG. Quais medidas podemos tomar para prevenção da hipertensão? Desde já obrigada.

Profissional Solicitante: Médico Clínico Resposta: Boa tarde, agradecemos o contato e confiança no Telessaúde. Sobre sua dúvida, a Sociedade Brasileira de Cardiologia define Hipertensão Arterial na Gestação como a presença de PAS ≥140 mmHg e/ou...

Mais Informações
Sempre tenho dúvida com relação ao cuidado com perímetro cefálico na puericultura. Tenho duas pacientes gêmeas, vão completar agora 1 ano, e o PC tem se elevado de percentil, sendo que uma delas ultrapassou o percentil 3, mantendo DNPM adequado, com 01 polpa digital da fontanela. Como manter o seguimento da puericultura? Desde já obrigada.
Sempre tenho dúvida com relação ao cuidado com perímetro cefálico na puericultura. Tenho duas pacientes gêmeas, vão completar agora 1 ano, e o PC tem se elevado de percentil, sendo que uma delas ultrapassou o percentil 3, mantendo DNPM adequado, com 01 polpa digital da fontanela. Como manter o seguimento da puericultura? Desde já obrigada.

Profissional solicitante: Médico clínico   Resposta: A macrocefalia (megacefalia) envolve um perímetro cefálico de 2 desvios padrão acima da média para a idade. O cérebro humano é mais vulnerável aos insultos, em dois períodos: o primeiro, e...

Mais Informações
Olá! Minha dúvida é sobre manejo de contracepção no puerpério. Paciente refere atividade sexual desprotegida antes do início da contracepção hormonal no pós-parto. Como neste período as pacientes geralmente ficam em amenorréia por conta do aleitamento, como proceder para iniciar método hormonal contraceptivo? Quantos tempos podem esperar após coito desprotegido para ter um Beta HCG urinário positivo? Como podemos introduzir um método sem riscos de gestação e ao mesmo tempo não perder “timing” para evitar gravidez indesejada? Desde já obrigada.
Olá! Minha dúvida é sobre manejo de contracepção no puerpério. Paciente refere atividade sexual desprotegida antes do início da contracepção hormonal no pós-parto. Como neste período as pacientes geralmente ficam em amenorréia por conta do aleitamento, como proceder para iniciar método hormonal contraceptivo? Quantos tempos podem esperar após coito desprotegido para ter um Beta HCG urinário positivo? Como podemos introduzir um método sem riscos de gestação e ao mesmo tempo não perder “timing” para evitar gravidez indesejada? Desde já obrigada.

Profissional Solicitante: Médico Clínico     Resposta: Obrigado pela pergunta, espero atender sua expectativa. No período que a mulher amamenta o retorno da ovulação é variável e pode ser por vários meses principalmente nas gestantes que...

Mais Informações
Paciente do sexo feminino, de 20 anos, com antecedente de crise convulsiva antes da gestação com cessação do quadro sem medicação e sem investigação prévia. 18 meses pós parto apresentou apenas um episódio de crise convulsiva tônico-clônica generalizada, esteve no PS onde realizou TC de crânio sem alteração e recebeu alta sem medicação. Está ainda amamentando filho de 1a9m. Foi encaminhada para neuro e solicitado exames para avaliação metabólica e sorologias. Até ser encaminhada para investigação com especialista, devo introduzir anticonvulsivante? Se sim, qual diante do aleitamento materno ainda presente? Desde já obrigada.
Paciente do sexo feminino, de 20 anos, com antecedente de crise convulsiva antes da gestação com cessação do quadro sem medicação e sem investigação prévia. 18 meses pós parto apresentou apenas um episódio de crise convulsiva tônico-clônica generalizada, esteve no PS onde realizou TC de crânio sem alteração e recebeu alta sem medicação. Está ainda amamentando filho de 1a9m. Foi encaminhada para neuro e solicitado exames para avaliação metabólica e sorologias. Até ser encaminhada para investigação com especialista, devo introduzir anticonvulsivante? Se sim, qual diante do aleitamento materno ainda presente? Desde já obrigada.

Profissional solicitante: Médico Clínico   Resposta   Boa tarde. Agradecemos o uso da plataforma telessaúde São Paulo, para tratar de sua dúvida. O questionamento refere-se à possibilidade de introdução de anticonvulsivante para paciente...

Mais Informações
Minha dúvida é sobre paciente do sexo feminino, 14 anos, menarca desde 12 anos, ciclos irregulares, apresenta diferença de mamas muito grande, com USG mamas normais. Sempre notamos diferença entre as mamas, em quase todos os pacientes, mas de fato há uma diferença significativa neste caso, o que me deixou em dúvida sobre seguir ou não com alguma investigação. Existe alguma conduta nesses casos?
Minha dúvida é sobre paciente do sexo feminino, 14 anos, menarca desde 12 anos, ciclos irregulares, apresenta diferença de mamas muito grande, com USG mamas normais. Sempre notamos diferença entre as mamas, em quase todos os pacientes, mas de fato há uma diferença significativa neste caso, o que me deixou em dúvida sobre seguir ou não com alguma investigação. Existe alguma conduta nesses casos?

Profissional solicitante: Médico clínico   Resposta: A assimetria mamária é achado frequente entre adolescentes. Pode se dar pela diferença de resposta dos receptores ao estímulo estrogênico. Há necessidade de acompanhar e aguardar o...

Mais Informações