Lactente de 3 meses, mãe queixa de mancha vermelha que surge pelo corpo quando o agasalha. Criança não demonstra nenhum tipo de incômodo ou prurido. Resolve espontaneamente após algum tempo sem a roupa, e o eritema clareia à digitopressão. O que me impressionou foi a extensão do eritema, conforme visto na foto tirada no consultório — era um dia frio e criança estava agasalhada adequadamente, sem excesso. Mãe relata que surge em localizações e com extensões variáveis pelo tronco e braço. Quadro é observado há cerca de 2 meses. Gostaria de saber se é indicada alguma investigação/encaminhamento ou se pode ser considerado algo normal para o tipo de pele e apenas orientar não sobreaquecer.
Lactente de 3 meses, mãe queixa de mancha vermelha que surge pelo corpo quando o agasalha. Criança não demonstra nenhum tipo de incômodo ou prurido. Resolve espontaneamente após algum tempo sem a roupa, e o eritema clareia à digitopressão. O que me impressionou foi a extensão do eritema, conforme visto na foto tirada no consultório — era um dia frio e criança estava agasalhada adequadamente, sem excesso. Mãe relata que surge em localizações e com extensões variáveis pelo tronco e braço. Quadro é observado há cerca de 2 meses. Gostaria de saber se é indicada alguma investigação/encaminhamento ou se pode ser considerado algo normal para o tipo de pele e apenas orientar não sobreaquecer.

Profissional Solicitante:

Medico da Estratégia de Saúde da Família

Resposta:

Olá! Pelas características da lesão na fotografia, e pela história colhida na anamnese podemos chegar ao diagnóstico de provável miliária rubra. A mesma é bem frequente nos bebes e pode também acometer crianças mais velhas e adultos. Ocorre com mais frequência em temperatura quente e úmida, mas pode ser observada em clima frio em pessoas com excesso de roupas. O diagnóstico é pela aparência clinica no contexto de um ambiente quente ou quando ocorre oclusão da pele como é o caso do bebe citado em questão. Entre os sintomas estão erupções, bolhas, manchas vermelhas, saliências, prurido (coceira) e queimação. O tratamento consiste em mudanças comportamentais como retirar o excesso de roupas, evitar banhos muito quentes e pode ser indicado hidratação da pele. Como observamos no caso relatado do bebe, houve melhora após passado algum tempo da retirada das roupas, portanto creio que você possa fazer um acompanhamento dessa situação, poderia também prescrever algum hidratante com poder de hidratação aumentado e também hipoalergênico e observar melhora do quadro nas consultas posteriores. Vale ressaltar que dependendo do grau de acometimento pode evoluir para pústulas evidenciando uma infecção secundária.

Referências:

Shinjita D. Miliária. Manual MSD [Internet]. 2017 [acesso em 2020 set 2]. Disponível em https://www.msdmanuals.com/pt-br/profissional/dist%C3%BArbios-dermatol%C3%B3gicos/doen%C3%A7as-relacionadas-com-o-suor/mili%C3%A1ria

Sociedade Brasileira de Dermatologia. Brotoeja. Acesso em 2020 set 2. Disponível em https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/brotoeja/52/