A coleta de swab para diagnóstico da COVID 19, por RT – PCR, deve ser realizada com a correta paramentação, incluindo o uso de máscara N95. Durante o procedimento se o profissional utilizar uma máscara cirúrgica e o face shield por cima da N95, há necessidade de troca da N95 a cada coleta?
A coleta de swab para diagnóstico da COVID 19, por RT – PCR, deve ser realizada com a correta paramentação, incluindo o uso de máscara N95. Durante o procedimento se o profissional utilizar uma máscara cirúrgica e o face shield por cima da N95, há necessidade de troca da N95 a cada coleta?

Profissional Solicitante:

Gerente de serviços de saúde

Resposta:

Referente ao seu questionamento sobre uso de EPI para coleta de amostra PCR para COVID , a NOTA TÉCNICA GVIMS/GGTES/ANVISA Nº 04/2020 ORIENTAÇÕES PARA SERVIÇOS DE SAÚDE: MEDIDAS DE PREVENÇÃO E CONTROLE QUE DEVEM SER ADOTADAS DURANTE A ASSISTÊNCIA AOS CASOS SUSPEITOS OU CONFIRMADOS DE INFECÇÃO PELO NOVO CORONAVÍRUS (SARS-CoV-2), atualizada em 08/05/2020, traz recomendações para uso de MÁSCARAS N95/PFF2, devendo ser utilizada sempre que realizar procedimentos geradores de aerossóis durante o atendimento de pacientes com suspeita de infecção pelo novo Coronavírus (SARS-CoV-2) nos estabelecimentos assistenciais de saúde. Não se recomenda o uso de máscara cirúrgica sobre a N95, além de não garantir a proteção adequada, não contribui para reduzir a transmissão cruzada de microrganismos. Além disso, o uso indiscriminado de máscaras representa um desperdício de recursos em período de pandemia. Em relação ao uso do face shield por cima da N95, essa conduta não exclui a necessidade de troca da máscara sempre que houver  comprometimento da integridade da mesma (rasgadas, amassadas, presença de vincos, umidade, sujidade visível, ausência de vedação, etc..).

Referências:

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), Gerência de Vigilância e Monitoramento em Serviços de Saúde. Nota Técnica GVIMS/GGTES/ANVISA Nº 04/2020 – Orientações para serviços de saúde: Medidas de prevenção e controle que devem ser adotadas durante a assistência aos casos suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo Coronavírus (SARS-COV-2). Brasília (DF) 2020. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/271858/Nota+T%C3%A9cnica+n+04-2020+GVIMS-GGTES-ANVISA/ab598660-3de4-4f14-8e6f-b9341c196b28

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS). Protocolo de manejo clínico do Coronavírus (Covid-19) na atenção primária à saúde. Brasília (DF) 2020. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/documentos/20200422_ProtocoloManejo_ver08.pdf

Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Prefeitura Municipal de São Paulo, Coordenadoria de Vigilância em Saúde. Biossegurança no atendimento de pacientes com suspeita de infecção por novo coronavírus (SARS-CoV-2)  nos estabelecimentos assistenciais de saúde. São Paulo (SP) 2020. Disponível em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/nota_tecnica%20_04_dve_2020_biosseguranca_13042020.pdf

Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Comitê COVID-19 – Autarquia Hospitalar Municipal de São Paulo. Manual Covid 19. São Paulo (SP) 2020.