Gostaria de saber o porquê da liberação das vagas de agenda regulada/especializada para o aplicativo do Agenda Fácil. No início, o acesso era apenas da agenda local e da regulada era só para visualizar a posição em fila de espera e confirmar o agendamento. Hoje o que ocorre é que usuários idosos, que não utilizam o aplicativo, acabam permanecendo na fila de espera, enquanto o usuário que utiliza o aplicativo consegue agendar na agenda regulada. Pergunto: como fica a equidade?
Gostaria de saber o porquê da liberação das vagas de agenda regulada/especializada para o aplicativo do Agenda Fácil. No início, o acesso era apenas da agenda local e da regulada era só para visualizar a posição em fila de espera e confirmar o agendamento. Hoje o que ocorre é que usuários idosos, que não utilizam o aplicativo, acabam permanecendo na fila de espera, enquanto o usuário que utiliza o aplicativo consegue agendar na agenda regulada. Pergunto: como fica a equidade?

Solicitante:

Gerente de Serviços de Saúde

 

Resposta:

O acesso às vagas da Agenda regulada/especializada para os munícipes com o aplicativo Agenda Fácil, só é possível para todos os cadastrados em fila de espera (inserido pelo setor de Regulação de determinada unidade), e só consegue vagas em um intervalo de 15 dias a partir da data de inserção no sistema da Agenda Regulada. A maioria das vagas acessadas são desistências ou são vagas de unidades que acabaram de criar uma agenda regulada. Os demais agendamentos são realizados pelo agendamento automático ou pela própria unidade seguindo o fluxo normal de agendar pela fila de espera, que também tem acesso às vagas citadas acima.

O princípio da equidade continua sendo utilizado dentro do SUS, quando todos os munícipes têm direito de acesso ao aplicativo Agenda Fácil (divulgado em todos os Serviços Municipais de Saúde) e lançado pela Prefeitura de São Paulo, em outubro/2017, com objetivo de facilitar a vida dos munícipes. Com ele é possível agendar, confirmar e cancelar consultas e exames pelo aparelho celular. Esta autonomia no agendamento é a co-responsabilidade que o munícipe tem com sua saúde. Ele deve ter o compromisso e responsabilidade em cancelar antecipadamente, quando não puder comparecer às consultas e exames.

A co-responsabilidade deve acontecer tanto na agenda local, quanto na regulada. As desistências, com cancelamento em um curto espaço de tempo para a UBS avisar o munícipe da sua fila de espera, podem ser utilizadas pelo próprio munícipe que está acessando via Agenda Fácil. Ele só precisará comparecer com sua guia na consulta ou exame. Tais procedimentos agilizam a fila de espera da Regulação da UBS.

Sabemos do grande número de idosos, residentes no município de São Paulo. Vários deles tem acesso ao dispositivo de telefonia móvel próprio ou com algum familiar próximo que o tenha. A UBS que trabalha com o modelo ESF, tem conhecimento da rede familiar ou amigos do idoso, podendo orientar tais pessoas na ajuda ao Aplicativo.

Há experiências relatadas de UBS que treinaram seus profissionais e ajudam a repassar aos idosos ou parentes próximos, o acesso ao Agenda Fácil.

 

Referências:

Prefeitura Municipal de São Paulo. Secretaria Municipal de Saúde. Aplicativo Agenda Fácil. São Paulo, 2018. Acesso em 27/03/19. Disponível em https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/atencao_basica/index.php?p=250738.